Receber atualizações do blog por e-mail!

domingo, 22 de janeiro de 2012

(...)

As coisas acontecem, os atos do passado não ficam mortos lá. O que fazer quando as mentiras que te contaram começam a se tornar verdades? No que acreditar? Naquilo que você viveu e sentiu ou naquilo que se mostrou ser. O que levar em consideração para medir a veracidade dos momentos? Quais as chances de haver mais de uma verdade? Até onde as mentiras são contadas e por quê?


Quantas vezes a gente tem que se deixar iludir pra tentar ser feliz? Seria isso felicidade mesmo? Será que havia razão em se dizer que o que os olhos não vêem o coração não sente? Felicidade vai ser construida, então, sempre por cima de partes mentiras?

Já não sei... Acho que nunca soube, mas tento viver da melhor forma possivel. Não acredito que haja fórmulas, nem remédio...

Nenhum comentário:

Postar um comentário